segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Eclairs de Violeta e Baunilha - Violet and Vanilla Eclairs



Olá a todos, um olá com mais de  3 semanas de atraso, mas um olá bem caloroso.

Viver em Londres é muito bom, eu gosto muito da cidade, mas tenho de reconhecer que a sua vida pulsante me suga a energia. Tenho saudades de casa e da família, mas enquanto aqui estou o tempo passa a voar e quando volto a Portugal, parece que vivi 2 ou 3 meses num sonho frenético; é uma sensação muito estranha.
Reconheço que de facto, Londres é perfeita para qualquer "foodie", que tenha ideias e sonhos mirabolantes, pois aqui realmente há de tudo um pouco. 

Há algum tempo comprei a minha batedeira, uma conquista importante, pois tenho de reconhecer que torna a vida de qualquer pasteleiro bem mais fácil. A minha "menina" é linda e tenho de admitir que me agrada ainda mais do que a minha kitchen aid, mas não espalhem por ai, ela pode ficar com ciúmes XD. Como podem imaginar, a lista de coisas a testar e experimentar, com a chegada da minha nova "amiga" mas...depois de muito debate ganharam os eclairs hehehe.


Levei quase uma semana a estudar e a praticar a minha receita de eclairs, sendo Christophe Adam um Master no que toca aos eclairs. Eu experimentei a receita deste Chef fantástico, a do Chef Thomas Keller, a minha antiga receita e ainda a da Cordon Bleu. E a vencedora é ... a receita do Chef Christophe Adam, mas utilizando a técnica do Chef Thomas Keller, na preparação e resultou como eu queria. 

Para ser sincera, eu não gosto de doces com sabor a flores, como lavanda ou rosa, no entanto, uma vez provei umas bolachas de violeta e adorei. Depois de algum debate cheguei à conclusão de que violeta seria o sabor perfeito para os meus eclairs e não estava enganada, foram um sucesso. 
Espero que gostem ;).

Eclairs de baunilha e violeta

Para a massa por Christophe Adam (quantidades):
  • 160g de água;
  • 160g de leite;
  • 160g de manteiga sem sal;
  • 4g de sal;
  • 6g de açúcar;
  • caviar de meia vagem de baunilha;
  • 160g de farinha tipo 55;
  • 5 ou 6 ovos (280g).
Para o creme de violeta:
  • 500 ml de leite;
  • caviar de 1/2 vagem de baunilha;
  • 5 gemas;
  • 100g de açúcar;
  • 40g de amido de milho;
  • 40g de manteiga;
  • 1 colher de café de aroma de violeta;
  • 1 colher de café de corante violeta.
Para decorar:
  • 100g de chocolate branco;
  • corante violeta q.b;
  • violetas cristalizada q.b.
Preparação:

Num tacho coloca-se o leite, a água e a manteiga. Quando a manteiga estiver derretida e a água tiver levantado fervura, retira-se o tacho do lume e adiciona-se a farinha de uma só vez, mexendo vigorosamente. 
Volta a colocar-se  no fogo e quando se tiver formado uma bola de massa e uma película a volta do tacho, retira-se do lume e deixa-se arrefecer ligeiramente. Quando a massa estiver morna vão-se juntando os ovos 1 a 1. Batendo até que a massa fique com a consistência desejada. 
Para obter eclairs mais consistentes, a massa deve ser colocada no frigorífico cerca de 2 horas, antes de se tender. Para tender os eclairs, usei uma boquilha francesa e pincelei, ligeiramente um tabuleiro com manteiga, mergulhei uma raspadeira em farinha para marcar o comprimento e assim obter eclairs do mesmo tamanho (cerca de 10 cm cada um). 
Depois basta colocar nem forno pré aquecido a 175ºC por cerca de 20 minutos.

Para o creme, levar o leite e a vagem de baunilha ao lume até que o mesmo comece a fervilhar.
Numa taça deslaçar as gemas com o açúcar e o amido de milho. 
Adicionar a mistura das gemas ao leite mexendo bem.
Levar novamente ao lume para que o amido cozinhe (eu deixo sempre o creme ferver por cerca de 1 minuto). 
Espalhar o creme num tabuleiro e tapar com película até que arrefeça por completo.
Colocar o creme na taça da batedeira e adicionar a manteiga, o corante e o aroma de violeta. 
Encher um saco de pasteleiro com o creme e rechear os ecalirs.
Para finalizar, derreter o chocolate no microondas (eu não temperei) e adicionar o corante a gosto. Para dar um toque especial coloquei algumas violetas cristalizadas que são bonitas, mas também saborosas.









Hello everyone, a belated hello but very warm and sweet.
Despite my true love for this city, I have to admit that it's pulsing life draws every drop of energy out of me. I miss home and my family but while i am here time flies and by the time I get back to Portugal i feel like I've been living a frenetic dream... It's such a weird sensation...
But I have to be honest, I love London, it is a paradise for any foodie who's mind is constantly bursting with ideas, here we can travel from London, to Jamica, to Japan, Brasil... the world is just a bus away :)

A few weeks back I bought a stand mixer, I already had one, but it is back in Portugal and I really needed one here, to help out with my bakes. This time I opted for a k.mix by kenwood I am over the moon, I almost dare to say that I like it better than my beautiful kitchen aid. As you can imagine the list of bakes and recipes that I want to try with my new baby is bottomless...

It took me almost a week to perfect my recipe for eclairs but I finally got it right, I tried Christophe Adam's recipe, as he is known for being the "master of L'Eclair", I tried the recipe on the Bouchon Bakery book by Thomas Keller, and also tried the recipe form Le Cordon Bleu and my old recipe. The winner is chef Adam's recipe but I used Keller's method. The other two are good but this recipe that I am sharing with you today keeps for longer in a air tight container.

I found it hard to decide how I would flavour the eclairs, but after some debate, I remembered that violet could be the perfect flavour. I am not really keen on flower scented desserts but violet is an exception and it worked really well.

Violet and Vanilla Eclairs
Choux dough by Cristophe Adam (quantities):
  • 160g water
  • 160g milk
  • 160g unsalted butter
  • 4g salt
  • 6g sugar
  • caviar from 1/2 vanilla pod
  • 160g  plain flour
  • 5 to 6 eggs (280g)
For the violet cream
  • 500 ml milk
  • caviar from 1/2 vanilla pod
  • 5 yolks
  • 100g sugar
  • 40g corn flour
  • 40g unsalted butter
  • 1/8 tsp violet extract
  • 1/8 tsp violet food colouring
For assembly

  • 100g white chocolate
  • violet extract, to taste
  • crystallized violets to taste

Method:

For the dough, put the milk, water, salt sugar and butter in a pan and bring slowly to the boil over medium heat, until the butter is melted. 
When the mixture is bubbling, tip in the flour all at once and beat vigorously until it forms a dough that leaves the side of the pan clean.
Leave to cool slightly, then gradually beat in the lightly beaten eggs, beating well between each addition until the dough is smooth and glossy. I used my mixer for this. 
Place the dough in the fridge for at least 2 hours.
Fill a piping bag fitted with a french piping nozzle and pipe the 10cm lines on a lightly buttered tray. Bake the shells on a preheated oven at 175ºC for about 20 minutes.

For the cream , place the milk and the vanilla pod in a small pan over medium heat. In a bowl mix the sugar, the corn starch and the yolks. Once the milks starts to simmer, take it off the heat and add the yolk mixture beating all the time. Pour the mixture back in to the pan and heat hit again to cook the stach and thicken the cream. I always let it boil for about 1 minute. 
Spread the cream over a tray and cover with cling film. Once completely cold place it in the bowl of the stand mixer beat in the butter, the extract and the colouring.
Fill a piping bag with the cream and fill the eclaires.

For the assembly, melt the white chocolate in the microwave (I didn't temper my chocolate) and add the colouring to taste, I topped my eclairs with some crystallized violets for that extra glam. 




quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Macarons de Piña colada - Piña colada Macarons


Eu gosto de viver em Londres e do meu trabalho, mas há dias em que a saudade aperta e só penso em voltar. As férias este ano foram muito curtas e escusado será dizer, que não fiz, nem metade do que tinha planeado. No entanto ainda houve tempo para fazer estas maravilhas. Piña colada é uma das minhas bebidas favoritas, faz-me lembrar a minha infância e quando passávamos férias em países latinos,  com uma pulseira de tudo incluído no pulso e piña colada com ou sem alcool à disposição.

Para estes macarons, fiz uma ganache de chocolate branco e ananás e uma cocada simples para o recheio, e assim, dar um toque especial, no final polvilhei com coco colorido.
Só fica a faltar o bom rum, cubano de preferência, mas isso fica ao vosso critério...

I love living in London, and I love my job, but I also love my country and miss home everyday. My vacations were short and not as nice as expected but, not going to the beach as often as I wanted allowed me to spend some time baking and I was able to whip up these beauties. 

My two favourite alcoholic drinks are piña colada and mojito and these macarons are my tribute to piña colada the drink from my childhood, no rum at the time. 

For this recipe I used plain macarons shells, pinaple ganache and soft coconut fudge and filling and to finish some colorful coconut sprinkled over the top. 


Ingredientes:
Para os Macarons:
  • 200g de amêndoa moída (peneirada)
  • 200g de açúcar em pó;
  • 135g de clara de ovo;
  • 270g de açúcar granulado;
  • 80g de água;
  • ~80g de clara (para ajustar a consistência da massa)
Para o recheio:
  • 300g de chocolate branco;
  • 75ml de natas;
  • 50g de puré de ananás ou 20g de pó de ananás;
  • 30g de manteiga sem sal amolecida (aqui é importante não usar margarinas ou cremes vegetais)
Para a cocada:

  • 200g de coco ralado;
  • 100g de leite condensado;
  • 20ml de malibu ou rum.

Preparação: 
Para os Macarons:
  1. Peneirar a amêndoa e o açúcar em pó para dentro de uma taça e reservar.
  2. Colocar num tacho pequeno as 80g de água e o açúcar granulado. 
  3. Colocar as claras numa outra taça. Eu coloquei na taça da kitchen aid.
  4. Colocar o tacho do açúcar + água em lume brando e quando o mesmo atingir os 110ºC, começar a levantar as claras. Quando o xarope de açúcar atingir os 119ºC (bola mole) verter em fio para dentro das claras tendo cuidado para evitar as varas da batedeira.  
  5. Adicionar o merengue aos ingredientes secos pouco a pouco mas mexendo vigorosamente para "abater a massa" se esta estiver muito seca podemos adicionar um pouquinho de clara mas com muito cuidado. A consistência desta massa é parecida à da massa de fartos.
  6. Encher um saco de pasteleiro e tender pequena bolinhas num tabuleiro liso forrado com papel vegetal. 
  7. Para quebrar algumas das bolhinhas de ar que sempre ficam no interior dos macarons podemos "bater" levemente o tabuleiro contra uma bancada. 
  8. Agora os macarons ficam a descansar para que criem uma capa, ou seja, quando lhes tocamos, o nosso dedo, ele não cola.
  9. Levar a forno pré-aquecido a 140ºC por aproximadamente 20 minutos.
Para a Ganache:
  1. Derreter o chocolate em banho-maria.
  2. Escaldar as natas tendo cuidado para que não fervam e adicionar o puré de ananás ou o pó. 
  3. Adicionar as natas ao chocolate derretido pouco a pouco. (Derreter o chocolate e aquecer as natas ajuda a obter uma ganache mais lisa e cremosa.)
  4. Quando a ganache estiver mais ou menos à temperatura do nosso corpo adicionar a manteiga.
  5. Reservar a ganache à temperatura ambiente pois assim ela irá permanecer macia e será mais difícil que crie grumos desagradáveis ;)
Para a Cocada:
  1. Colocar o coco e o leite condensado num tachinho pequeno e em fogo médio mexer sempre até que se forme uma pasta que se descola naturalmente das paredes do tacho. Adicionar o rum e deixar areefecer.
  2. Paera montar os macarons, coloquei uma bolinha de cocoda no centro de cada conchinha de macaron e depois com um saco de pasteleiro preenchi o espaço restante. 
  3. Para colorir o coco basta tostar o mesmo levemente e adicionar umas gotinhas de corante mexendo bem. 
  4. Polvilhar os macarrons com o coco imediatamente antes de levar ao forno. 
Piña Colada Macarons
Ingredients:
  • 200g ground almonds
  • 200g powdered sugar
  • 135g egg white
  • 270g caster sugar
  • 80g water
  • ~80g egg white (to adjust consistency)
For the filling:
  • 200g white chocolate
  • 100ml double cream
  • 50g pineapple puree or pineapple powder
  • 20ml Malibu or rum.
For the coconut fudge:
  • 200g dessicated coconut 
  • 100g condensed milk
  • 20ml malibu or rum.
Method:
For the macarons:
  1. Sift almond flour and icing sugar to a big bowl.
  2. Add caster sugar and water to a small pan.
  3. Add egg whites to the kitchen aid bowl.
  4. Heat the sugar and water and once it achieves 113ºC. Start beating the egg whites.
  5. When the sugar syrup is at 119ºC (soft ball stage) add it to the beating egg whites being careful to avoid the whisk.
  6. Add the meringue to the dry ingredients in 2 or 3 addictions mixing with the help of a spatula. Don't have to be gentle at this time as we are trying to knock back the dough. ´
  7. If the dough feels too dry, add a few drops of egg white. 
  8. We are looking for a dropping consistency at this stage.
  9. Fill a piping bag and pipe small circles on to a flat tray lined with wax paper.
  10. Tap the tray on to a bench to get rid of air bubbles.
  11. Leave the macarons to rest for about 20 minutes or until they are not sticky when touched.
  12. Bake at 140ºC for about 20 minutes.
For the filling:
  1. Melt white chocolate over a bain marie.
  2. Add the cream to a pan and heat it up just until it starts to steam.
  3. Add the pineapple puree to the warm cream.
  4. Add the cream to the chocolate and whisk until combined.
  5. When the ganache is at about body temperature add the butter and the liqueur.
  6. Mix again to combine and save at room temperature until it reaches a spreadable consistency.
For the Coconut Fudge
  1. Add the coconut and condensed milk to a small pan. 
  2. keep stirring over medium heat until it gets thick and doesn't stick to the sides of the pan anymore. 
  3. Add the malibu and allow it to cool to room temperature.
  4. place small balls of coconut fudge in the middle of the macarons shells, with the help of a piping bag, pipe some ganache around and sandwich the. 
  5. To decorate, add 2 drops of yellow food colouring to a some dessicated coconut and sprinkle it over the top of the shells before baking. 



XoXo ^_^ 

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Bolo Amanteigado de Baunilha - Vanilla Butter Cake




Este é um dos bolos mais simples que tenho no meu repertório, no entanto, é tão amanteigado que é quase sempre devorado um dois tempos.
Eu não gosto muito de bolos simples, para mim Creme de La Creme é sempre o caminho a seguir, acho que foi por isso que me pareceu óbvio acompanhar este bolo com compota.

Esta receita leva baunilha de 3 formas, no iogurte que é de baunilha, leva extracto (caseiro) e ainda o recheio da vagem. A primeira vez que vi como fazer extracto caseiro foi no programa da Ina Garten, The Bare Foot Contessa e embora eu hoje faça o extracto de maneira diferente, usei para esta receita 2 colheres de sopa do extracto e o recheio de uma das vagens do pote, sei que parece confuso mas em breve irei explicar como o faço.

É um bolo denso mas tal como o nome indica é bem amanteigado, esta receita é uma adaptação de uma receita que eu tinha num caderninho antigo lá em casa.
O processo é muito simples e embora eu tenha usado a bimby da minha irmã, podem usar qualquer tipo de robot de cozinha ou até uma varinha mágica.

Bolo Amanteigado de Baunilha com Compota de Frutos Vermelhos
Ingredientes:

  • 225g de manteiga sem sal;
  • 200g de açúcar branco;
  • 50g de açúcar moreno;
  • 6 ovos;
  • 350g de farinha tipo55;
  • 4g de bicarbonato de sódio;
  • 250ml de iogurte de baunilha;
  • 2 colheres de sopa de extracto de baunilha, ou pasta;
  • Raspas do interior de uma vagem de baunilha.
Preparação:
Colocar todos os ingredientes no copo da bimby (ou em qualquer outro tipo de robot) e triturar em velocidade 6 por 1 minuto. 
Podem ainda colocar tudo num jarro alto e triturar tudo com uma varinha mágica.
Cozer em forno pré-aquecido a 180ºC por cerca de 30 minutos. 
Servir com compota a gosto ou simples.

This is probably the most simple cake I have in my repertoire, and as you may guess by the name it is very buttery and bursting of vanilla flavour. 
I am not very keen of dry and boring cakes, for me, Creme de la creme is the way to go, so it seamed appropriate to pair this cake with some berry jam I whizzed up days before I made this cake.

This cakes has vanilla in 3 different ways, extract, the interior of the pod and vanilla flavoured yogurt.
It is not a light cake but it is mois ans buttery, I found this recipe a while back in one of my old recipe note books. It is just as easy to make as it is easy to eat. I hope you like it.


Vanilla Butter Cake 
Ingredients

  • 225g unsalted butter
  • 200g caster sugar
  • 50g soft dark brown sugar
  • 6 whole eggs
  • 350g plain flour
  • 4g baking soda
  • 250ml vanilla yogurt
  • 2 Tbsp vanilla extract or paste
  • vanilla caviar taken for one vanilla pod
Method:
Add all the ingredients to the thermomix mixer (or any kind of food processor) and mix on speed 6 for 1 minute.
Or you can place all the ingredients in a tall jug and mix with an emmersion blender.
Bake at 180ºC in a pre-heated oven for about 30 minutes.



quinta-feira, 16 de junho de 2016

Bolo de Cenoura Científico - A scientific carrot cake




Olá a todos :)

Aqui por estas bandas o bolo de cenoura é quase um ícone, onde trabalho é sem dúvida um dos bolos mais procurados, no entanto é diferente do bolo de cenoura brasileiro a que estamos mais habituados. Embora eu adore as duas versões, para muitos, a ideia de ver os fioszinhos da cenoura ralada numa garfada de bolo não é nada apelativa. A versão de bolo que vos trago hoje é bem diferente das duas versões que costumo fazer de tal forma que pensei experimentar. Na versão inglesa, a cenoura é ralada finamente e envolvida na massa do bolo, na versão brasileira a massa é toda colocada no liquidificador e nesta versão temos de fazer sumo de cenoura, ou com uma máquina para sumos de fruta ou mesmo com a bimby. O bolo fica bastante húmido mas os seus companheiros não lhe ficam nada atrás. 

Desta vez retirei a receita de um site fantástico chamado chefsteps. É um site bem chefy mas tem dicas e receitas maravilhosas. Um pouco elaboradas e assim mais fora da caixa mas eu adoro, eles têm também um canal no youtube.

Este bolo leva um pó chamado glycerol monostearate e maionese, mas o pó é opcional, aparentemente ele ajuda a reter a humidade do bolo e a maionese, embora pareça estranho é apenas uma emulsão que vai substituir o óleo ou a manteiga.

O creme que usei é  delicioso, o melhor creme de queijo que já provei, simples e fácil de fazer.

Hi, carrot cake is quintessentially  British and one of the most requested cakes by the customers at my work place. But the British version of this cake is different from the Brazilian carrot cake where all the ingredients are placed in a blender and liquefied to perfection. 

For some people finding pieces of carrot within the crumb of cake is not very appealing. For this version we have to use carrot juice and it might sound strange but we also use maionese instead of oil or butter. This cake also calls for a strange powder but it is optional and apparetly helps to retain moisture. I took this recipe from one of my favourite websites and youtube channels, the chef steps.

The cake is great, just as good as the other two I love. 
The cream cheese frosting I used is amazing, the best I have ever tried. And sooo easy to make...

Bolo de Cenoura 
Ingredientes:

  • 450g de farinha para bolos;
  • 500g de açúcar (usei amarelo);
  • 10g de sal (a receita diz 25 mas acho muito);
  • 15g de bicarbonato de sódio;
  • 15g de fermento;
  • 15g de glycerol monostearate (pózinho mágico opcional);
  • 1 pitada de canela;
  • 1 pitada de noz moscada;
  • 400g de maionese;
  • 350ml de sumo de cenoura;
  • 4 ovos grandes (> 50g)
  • 50g de nozes picadas.
Para o creme:
  • 250g de queijo mascarpone;
  • 250g de queijo creme;
  • 500 ml de natas
  • 200g de açúcar em pó;
  • baunilha q.b.
Preparação: 
Colocar todos os ingredientes secos numa taça e misturar bem com uma vara de arames.
Adicionar os ingredientes húmidos numa taça grande e bater com a batedeira para que a mistura fique bem homogénea. Adicionar os ingredientes secos à mistura dos húmidos mas desta vez, mexer bem apenas com a vara de arames apenas o suficiente para que a massa fique bem ligada.
Levar ao forno a 160ºC por cerca de 50 minutos.

Para o creme de queijo, colocar os queijos e açúcar  numa taça grande e bater bem até que a mistura fique cremosa. Adicionar as natas lentamente e continuar a bater até que o creme fique leve e fofo. 

Para decorar usei amêndoas torradas, cenouras de massa-pão e  para a rama usei raminhos de salsa. 


Ingredients:
  • 450g plain T55 flour
  • 500g light brown sugar
  • 10g salt
  • 15g biocarbonate
  • 15g baking powder
  • 15g glycerol monostearate (optional)
  • 1 cinnamon
  • 1 pinch nutmeg
  • 400g mayonnaise
  • 350ml fresh carrot juice
  • 4 large eggs (> 50g)
  • 50g chopped walnuts
For the cream: 



  • 250g mascarpone cheese
  • 250g cream cheese
  • 500 ml double cream
  • 200g icing sugar;
  • vanilla to taste
Method:
Mix all the dry ingredients in a large bowl. 
Mix all the wet ingredients in another bowl and mix.
Mix wet on dry using a whisk just until everything is combined. 
Bake at 160ºC for about 50 minutes.

For the cream, start by mixing the mascarpone and the cream cheese with the icing sugar until creamy and fluffy. Slowly add the cream and keep beating until smooth. 

As decoration I used roasted nibbled almonds, marzipan for the carrots and parsley for the sprigs.






Enjoy!
XoXo ^_^ 

quinta-feira, 9 de junho de 2016

Bolo Mármore de Chocolate e Pistácio - Chocolate and Pistachio Marble Cake






Olá a todos.

Desde que comecei a trabalhar que tenho tido pouco tempo para me dedicar ao meu blog, mas custe o que custar, prometi a mim mesma que vou continuar a partilhar as minhas receitas com vocês.
Uma das coisas boas de viver em Londres é a abundância de ingredientes e a sua variedade. No meu local de trabalho vendemos todos os frutos secos possíveis e imagináveis e embora seja tudo muito caro, temos de tudo. Para a receita que vos trago hoje vamos precisar de pistácios descascados sem sal, sim ouviram bem, o pistácio é rei nesta minha receita de bolo mármore de chocolate e pistácio.
Para dar um toque ainda mais especial, adicionei pedras de açúcar. A receita deste bolo é do mesmo livro da receita anterior, a bíblia do chocolate da Cordon Bleu. 
É muito fácil de fazer e o resultado é maravilhoso, um bolo fofo cheio de pedacinhos de pistácio e açúcar crocante. Perfeito para levar para um pic nic na praia ou no parque.

Hi, 

Since I started to work here in London I did not have much time to dedicate to my blog, at least not as much as I wanted to. But, I am willing to keep on sharing my recipes with you no matter what. 
One of the things I love about London is that we can find pretty much every ingredient we can dream of, and where I work we have a selection of almost every type of nut one can imagine. 
For the recipe that I am sharing today we need shelled pistachios, as it is the main component of this beautiful chocolate and pistachio marble cake. 
This recipe is from the same book, which I took the last recipe I shared with you. 
It is very simple to make but so delicious, great to take to the park when the weather is nice.


Bolo Mármore de Chocolate e Pistácio

Massa de Chocolate:
*60g de manteiga sem sal;
*3 ovos grandes (>50g);
*210g de açúcar (usei amarelo);
*90 ml de natas;
*1 pitada de sal;
*135g de farinha;
*30g de cacau;
*1 colher de chá de fermento em pó;
*35g de pedrinhas de açúcar (totalmente opcional);
*baunilha q.b.

Massa de Pistácio
*60g de manteiga sem sal;
*1 colher de sopa de pasta de pistácio;
*200g de açúcar;
*50g de pistácios picados;
*3 ovos grandes (>50g);
*90ml de natas;
*1 pitada de sal;
*165g de farinha;
*1 colher de chá de fermento em pó.

Preparação:
Para o bolo de chocolate, derreter a manteiga e deixar arrefecer. Levantar os ovos em relevo e envolver a manteiga, as natas e por fim envolver os ingredientes secos com cuidado para não bater demasiado.

Para a massa de pistácio, derreter a manteiga sem deixar aquecer demasiado. Misturar  a manteiga e pasta de pistácio de forma a formar uma pasta mais maleável. Levantar os ovos em relevo com o açúcar, envolver as natas, a manteiga, os ingredientes secos e no final os pistácios picados.

Dispor as massas na forma alternadamente e levar ao forno 160ºC por aproximadamente 50 minutos.




Chocolate and Pistachio Marbled Cake

Chocolate Batter:
*60g unsalted butter
*3 large eggs (>50g)
*210g golden caster sugar
*90 ml double cream
*1 pinch salt
*135g flour
*30g cocoa powder
*1 tsp baking powder
*35g nibbed sugar (totally optional)
*vanilla to taste

Pistachio Batter
*60g unsalted butter
*1 tbsp pistachio paste
*200g golden caster sugar
*50g chopped pistachios
*3 large eggs (>50g)
*90ml double cream
*1 pinch salt
*165g de flour
*1 tsp baking powder

Method:
Melt the butter for both cake batters and set aside.
For the chocolate batter, beat the eggs and sugar to ribbon stage and add the cream followed by the butter. Finally add the dry ingredients.
For the pistachio batter mix the cooled melted butter with the pistachio paste. Beat the eggs and sugar to ribbon stage and add the cream and butter + pistachio paste. Finally add the dry ingredients and the chopped pistachios.  
Fill the cake pan with both batters and bake at 160ºC for about 50 minutes. 

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Nutty Chocolate Spread - Creme de Chocolate e Frutos Secos


Olá, tenho andado ausente mas por motivos bastante positivos, depois do curso comecei logo a trabalhar e não tenho tido tempo para nada. Mas está tudo a correr bem e nas folgas consigo fazer umas coisinhas saborosas. ;)

Quando entrei na escola Le Cordon Bleu pela primeira vez, fiquei apaixonada por quase tudo o que tinham exposto nas vitrines da entrada, artigos que têm para venda, entre facas e espátulas, destacava-se um livro, The Chocolate Bible.




Eu disse aos meus botões, amigo, tu um dia vais ser meu. Namorei o livro durante semanas até que um dia as minhas amigas chegaram ao pé de mim com um exemplar na mão, tinham ido requisita-lo à biblioteca para ver se valeria a pena comprar. Eu tinha esperança de que as receitas não fossem apelativa, pois assim não teria de gastar 25£, mas feliz, ou infelizmente eu estava enganada e cada receita é simplesmente mais apetitosa do que a anterior.
Este é realmente um dos meus livros favoritos e todas as receitas que experimentei até agora funcionaram na perfeição, tal como todas as receitas que aprendi no curso. 

A ideia de fazer Nutella em casa sempre me interessou, no entanto como sei que para conseguir obter a textura da nutella só mesmo com a utilização de uma máquina especial, cujo nome não sei em portugues, talvez prensa?... Em inglês é concher e é a mesma que transforma os grãos de cacau...
Por esse motivo, mesmo tendo a bimby por perto nunca me tinha aventurado. Mas ao desfolhar o meu livro pela primeira vez deparei-me com uma receita especial que me prendeu a atenção, Nutty Chocolate Spread, depois de ler os ingredientes e o método, fiquei mais do que convencida e pronto aqui está a receita que partilho agora com vocês. 

Nutty Chocolate Spread
  • 80g de chocolate negro (usei 54%);
  • 20g mel;
  • 160ml de natas;
  • 60ml água;
  • 200g açúcar;
  • 150g de avelãs (torradas ou não);
  • 50g de amêndoas;
  • 2 colheres de sopa de óleo de avelã.
Preparação:
Derreter o açúcar em seco, assim que ele ficar líquido mas ainda translucido adicionar as avelãs (com ou sem pele) e as amêndoas mexendo. O açúcar irá caramelizar mas é mesmo assim. QUando se formar uma camada meio opaca de açúcar sobre os frutos secos, coloca-se no lume até que o açúcar caramelize, não deverá ultrapassar os 150ºC.
Espalhar a mistura sobre um silpat ou tapete de silicone e deixar arrefecer e solidificar.




Pulverizar os frutos caramelizados num robot ou na bimby e adicionar o chocolate, o mel e as natas aquecidas (deixar fervilhar e apagar o lume de imediato). Juntar tudo no robot e triturar o melhro possível, é quase impossível fazer uma pasta totalmente homogénea mas eu gostei do resultado final.

  





Espero que gostem XoXo ^_^

sábado, 26 de março de 2016

Bolo Primavera, para uma celebração muito especial!

Olá,

Nestes últimos dias, tenho andado bastante atarefada, de tal forma que optei por não partilhar nenhuma receita com vocês na semana passada. 
É com muita alegria que hoje vos conto, que depois de dois exames assustadores e de 9 meses de aulas consegui, e esta semana foi a cerimónia da minha graduação da escola Le Cordon Bleu de Londres. Como aluna, apenas do "Patisserie Diplôme", recebi uma medalha de prata, a de ouro é para os alunos que fazem o "Le Grand Diplomê" que engloba cozinha e pastelaria.




Os meus pais vieram para a cerimónia e embora a alegria de ter concluído o curso esteja misturada com a saudade que fica da escola e de todos os amigos que agora estão de partida, prevalece o sentimento de dever cumprido. 

Na nossa última aula prática, produzimos um croquembouche com, uma base de nougatine, piping com glace real, e flores de açúcar puxado. Embora esta escola tenha muito boas condições tenho de admitir que na escola hoteleira também houve oportunidades para trabalhar estas técnicas, no entanto, tínhamos, apenas uma lâmpada e não havia ácido tartárico, que deve ser adicionado ao açúcar puxado para lhe dar mais elasticidade. Ter uma lâmpada só para mim foi um luxo e embora as minhas rosas não sejam perfeitas eu adorei cada segundo. Para fechar este ciclo parti o meu croquembouche com o martelo e devo dizer que não me custou ;)





O "Superior Level" (nome dado aos últimos 3 meses do curso) é muito diferente dos níveis anteriores em que as aulas práticas seguem as aulas demonstrativas e no final temos de produzir uma das 3 confecções designadas para exame. No nível 1 calhou-me a tarte merengada de limão e no segundo o bolo Alhambra. Nesta fase final, o exame dura 4 horas, não apenas 2 como nos anteriores e temos de produzir um entremet de nossa autoria, fazer um creme anglaise e apresentar, não só um entremet inteiro, mas também duas versões miniatura empratadas da mesma forma.

A duração das aulas práticas também é maior e as coisas que criamos mais desafiantes, o chá das 5 de que já falei aqui no blog, foi um dos pontos altos.

Para celebrar e para receber os meus pais resolvi fazer um bolo especial e como estamos na Primavera resolvi decorá-lo com flores, este bolo leva especiarias na massa e manteiga queimada o que lhe dá um sabor muito agradável.





Bolo Primavera
Ingredientes:
  • 2 colheres de sopa de mel;
  • 325g de manteiga queimada (arrefecida e cremosa);
  • 50g de manteiga;
  • 375g de açúcar amarelo;
  • 6 ovos grandes;
  • 370g de farinha;
  • 1colher de chá de fermento em pó;
  • 2 colheres de chá de canela;
  • 1 colher de chá de noz moscada;
  • raspas de lima limão ou laranja (usei os 3);
  • baunilha q.b.
  • 1 pitada de sal;
  • 60ml de leite.
Para a Manteiga Queimada...
para a manteiga queimada, colocar a manteiga numa panela em fogo alto mexendo sempre

quando a manteiga ficar escura apaga-se o lume e coloca-se numa taça

mexe-se a manteiga de vez em quando até que ela arrefeça e fique cremosa

Preparação:
Numa taça juntar as manteigas, o mel e o açúcar. Bater até que a mistura fique fofa e esbranquiçada.
Adicionar os ovos 1 a 1, as raspas e a baunilha. Peneirar para outra taça a farinha e as especiarias.
Envolver a mistura da farinha na massa delicadamente e no final adicionar o leite. Colocar no forno a 180ºC por, mais ou menos, 25 minutos.



Creme de Mascarpone e Chocolate Branco

  • 180g de manteiga sem sal;
  • 250g de açúcar em pó;
  • 500g de queijo mascarpone:
  • 50ml de natas frescas;
  • baunilha ou aromas a gosto;
  • corantes;
  • raspas de citrinos;
  • 30ml de sumo de laranja;
  • 150g de chocolate branco.

Preparação:
Bater a manteiga com o açúcar em pó. Adicionar o queijo e a baunilha e bater na velocidade máxima até que se obtenha um creme liso e fofo. Adicionar as natas e o aroma e bater mais um pouco. Se desejarem podem adicionar o chocolate derretido e ligeiramente arrefecido. Por vezes o creme parece que vai talhar, desta vez pensei o pior mas assim que adicionamos o chocolate a textura muda.



Eu decorei este bolo com flores que fiz com creme de manteiga mas podem decorar como gostarem.